SIGA ESTE BLOG VOCÊ TAMBÉM!

ENCONTRE AQUI DIVERSAS ATIVIDADES

Carregando...

sábado, 18 de janeiro de 2014

PROJETO BRINCADEIRAS TRADICIONAIS

Bom dia amigos, segue a capa e justificativa do nosso novo trabalho envolvendo as brincadeiras em sala de aula.
Espero que gostem.


Projeto: Brincadeiras antigas.

Justificativa:

Observando e convivendo com crianças da atualidade, que tem de seu conhecimento somente jogos de vídeo games, computadores, celulares ou passeios em shopping Center, percebe-se que, ao modo com que se divertem está cada dia voltado aos recursos tecnológicos, obtendo assim um estímulo consumista, individualista e uma vida sedentária desde a infância. As brincadeiras tempos atrás eram mais saudáveis e interativas, promovendo a socialização e autoestima, sendo algo muito importante para a saúde física e mental. Brincar de Bolinhas de Gude, brincadeiras de roda, pega-pega, balança caixão, soltar pipa, bambolê, escravos de Jó pular corda, adoleta, bambolê, bilboquê, estátua, entre tantas outras que conhecemos e brincávamos com nossos amigos nas ruas ou praças agora são brincadeiras que fazem parte do passado e foram excluídas, como se brincadeiras tivessem prazo de validade. Mas não é culpa das crianças tais brincadeiras não fazerem parte de sua rotina e de suas atividades diárias, mas sim de nós mesmos, que acompanhamos o estilo consumista que nos instiga cada vez mais por novidades e fazendo com que deixemos de ladoa simplicidade da vida.
 Convivendo e trabalhando com crianças, decidi trazer então para sala de aula algumas brincadeiras da nossa cultura popular.
Este projeto irá proporcionar além da leitura e a escrita também ações de socialização com outras crianças e diferentes formações familiares promovendo uma interação com outras gerações.


OBJETIVOS:
      Resgatar valores;
      Ampliar seu círculo de brincadeiras;
      Tornar mais solidárias e interativas;
      Trabalhar em equipe;
      Interagir com os amigos;

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

     Relacionar semelhanças e diferenças da criança de hoje e de outras gerações;
       Identificar a rotina das crianças na contemporaneidade; 
       Confeccionar alguns brinquedos;
       Resgatar brincadeiras, danças e canções de rodas;
      Confeccionar o livro das brincadeiras;
      Aprender a viver e conviver em sociedade, criando vínculos verdadeiros com colegas, ampliando o sentimento de grupo, gerando um ambiente de colaboração e cooperação;
      Desenvolver hábitos e atitudes, respeitar o outro,
      Trabalhar a competição como parte e não essência do jogo;

     Todas as brincadeiras terão como objetivo dar oportunidade que a
criança relacione-se, crie, invente, divirta-se, aprenda e compartilhe.


METODOLOGIA e ESTRATÉGIAS:

      Relatos
       Músicas
     Pesquisa com pais e familiares sobre brincadeiras e jogos que eles costumavam brincar quando crianças
      Atividades xerocopiadas
      Brincadeiras no pátio da escola
      Exposição e apresentação na feira cultural da escola

CONTEÚDOS:
Linguagem oral e escrita:
·         Uso da linguagem oral para expressar ideias e opiniões;
·         Coordenação motora;
·         Falar, ouvir e expressar-se, fazer leitura de mundo;
·         Leitura de pequenos textos (regras das brincadeiras, letras de cantigas de roda, suas origens);

Natureza e sociedade:
·         Respeito à diversidade;
·         Eu e o outro;
·         Identidade corporal;

Artes visuais:
·         Esquema corporal;
·         Linguagem visual e movimento;

Movimento:
·         Expressividade;
·         Equilíbrio;
·         Coordenação motora;
·         Lateralidade e movimentos vitais;

           Matemática:
·      Percepção visual e tática;
·      Noções de medidas e grandezas;
·      Lateralidade;
·      Espaço e forma;
 
AVALIAÇÃO: A avaliação será realizada desde o primeiro momento observando o desempenho de cada aluno durante as atividades, a avaliação formativa. 


''Brinquedo é o trabalho de criança, atividade através da qual ela se desenvolve, descobre seu papel, seu lugar e seu limite, experimenta novas habilidades e forma um verdadeiro conceito de si mesma. É “brincando que a criança aprende a distinguir seus desejos e fantasias”. (Piaget, 1032).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário