SIGA ESTE BLOG VOCÊ TAMBÉM!

ENCONTRE AQUI DIVERSAS ATIVIDADES

Carregando...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

MUNICIPIOS SERGIPANOS ATRASAM SALÁRIOS DE PROFESSORES

Até quando iremos nos deparar com situações como estas?
Cada dia que passa, novas manchetes sobre calotes na educação se fazem presentes.
Quando irão olhar com bom senso para nosso profissão?
Vale a pena ler sobre o que aconteceu com os professores sergipanos neste mês de Dezembro.
FONTE DA REPORTAGEM: Síntese.org.br

Mais da metade dos municípios sergipanos atrasam os salários dos professores
Trinta e nove municípios atrasam salários dos professores. Esse dado faz parte do relatório “Principais Problemas na Gestão da Educação nos Sistemas Municipais de Ensino de Sergipe” que foi divulgado na manhã desta terça-feira, 16, em entrevista coletiva.
A apresentação destes dados foi uma deliberação dos educadores que fazem parte do Fórum em Defesa dos Salários, criado no início do mês de novembro com o objetivo de fazer estudos e buscar soluções para combater o atraso nos pagamento de salários e demais direitos.
Até a conclusão do relatório (15 de dezembro) os professores dos municípios de Aquidabã, Ilha das Flores, Porto da Folha, Riachão do Dantas e Ribeirópolis não tinham recebido os salários referentes ao mês de novembro.
Essa situação somada a péssimas estruturas físicas das unidades escolares e a deficiência qualitativa e quantitativa, falta de material didático-pedagógico, de valorização do magistério (e demais servidores da Educação) e de gerenciamento das escolas monta um cenário extremamente preocupante para a Educação nas redes municipais sergipanas.
Não pagar salário é crime
A Constituição Federal no inciso X, art. 7º é clara ao dizer que o não pagamento dos salários é considerado crime doloso, ou seja, um crime intencional.
“Os professores destes municípios estão às vésperas do Natal e não têm com o que pagar as suas contas mensais e nesse cenário sem a perspectiva de receberem o décimo terceiro e o salário de novembro”, aponta a presidenta do SINTESE, Ângela Maria de Melo.
Vale ressaltar que para o SINTESE, os salários devem ser pagos dentro do mês trabalhado, a regra do “até o quinto dia útil” é aplicada aos trabalhadores que têm o regime de trabalho regido pela CLT - Consolidação das Leis do Trabalho, até pelo fato de que os recursos que devem ser utilizados para o pagamento dos salários dos professores é depositado nas contas das prefeituras dentro do mês.

QUER CONTINUAR LENDO NA ÍNTEGRA?
ACESSE O LINK A SEGUIR: 
http://www.sintese.org.br/j25/index.php/educacao/redes-municipais/6101-mais-da-metade-dos-municipios-sergipanos-atrasam-os-salarios-dos-professores

Nenhum comentário:

Postar um comentário